Parte 4 (de 5): C + C + C = $$$

A CHAVE DOS ANÚNCIOS LUCRATIVOS NO FACEBOOK

O que sabemos até aqui:
Parte 3 (de 5) - O Efeito caça-níquel do Facebook

1 - O Facebook funciona como um caça-níquel. Quando você acerta a “programação da sorte” ele vai cuspir dinheiro sem parar nas campanhas. Mas até você chegar nessa programação, já terá jogado muito dinheiro na máquina…

2 - A única forma de ter sucesso no Facebook, é acessando esse código da combinação, sem precisar perder todo seu dinheiro na máquina.

Eu estava ansioso para te contar isso.

Lembra do que está escrito no livro “O Efeito Facebook”?

 

“Maximizar a receita pela venda de anúncios era menos importante para Zuckerberg do que manter os usuários felizes..”

 

Verdade seja dita: Zuckerberg sempre valorizou muito a experiência do usuário.

 

Se ele pudesse escolher, ele nunca teria colocado anúncios no Facebook; só para não atrapalhar a experiência dos usuários.

 

Então, já que ele foi obrigado a deixar os anunciantes entrar; ele decidiu espalhar por todo o solo do Facebook, “armadilhas” para os anunciantes caírem, perderem dinheiro e decidirem ir embora por conta própria.

 

Mas não todos, claro, porque como eles mesmo diziam “eles pagam as contas”.

 

Assim, quem fica no Facebook são sempre os melhores anunciantes, os que se dedicam a valorizar a experiência do usuário (e esses sim, são recompensados).


Aqui está a primeira chave de como fazer o Facebook funcionar:

Entendendo o que significa “experiência do usuário” na cabeça do Facebook.

 

 

Lembra daquela combinação de três desenhos iguais do caça-níquel?…


Pois é, meu primeiro desafio foi entender o que o Facebook considera como ‘combinação’ nessa conta.

 

E foi fazendo muito, mas muito anúncio, que eu finalmente entendi o que significa “experiência do usuário” na cabeça do Facebook.

 

A experiência do usuário para o Facebook significa fazê-lo passar por uma sequência dinâmica de anúncios centrados NO usuário!

 

Isso é importante. Leia isso de novo:

"Experiência do usuário" para o Facebook significa fazê-lo passar por uma sequência dinâmica de anúncios centrados NO usuário!

Essa sequência envolve 3 fases:

 

Conectar / Comprometer / Comprar

 

Se você encaixar esses 3 Cs você está feito! 🤑

 

É assim que o Caça-níquel do Facebook cospe dinheiro pra você!


Vamos lá, vamos ver isso na prática:

 

O primeiro C:

CONECTAR


A primeira lição que você precisa entender se quiser ter sucesso no Facebook é:


O Facebook NÃO QUER que as pessoas saiam do Facebook!


É aqui que 90% dos anunciantes já começam errando.
Fazem um anúncio para tirar as pessoas do Facebook (ou do Instagram) e levá-las para suas lindas  e sexys páginas de captura ou páginas de vendas.

Quando você faz isso, pronto; já atirou no próprio pé!


Você vai começar a pagar cada vez mais caro nos cliques e nas leads, até chegar o momento em que seu orçamento não vai aguentar e você terá que desligar seus anúncios.


“Ponto para o Facebook!”


Se você focasse seu primeiro anúncio somente em ganhar a atenção do usuário e mantê-lo DENTRO do Facebook, você acertaria o primeiro desenho da sequência do caça-níquel do Facebook. 😉

 

Por exemplo, este é um print do meu feed do Facebook:


Sabe qual a diferença entre um anúncio e uma postagem no Facebook?

 

Praticamente Nenhuma! 😳


As postagens orgânicas e patrocinadas têm basicamente o mesmo layout no Facebook,
justamente para não atrapalhar a experiência do usuário.

 

Outro exemplo…


A coluna lateral direita do Facebook, que antigamente ficava lotada de anúncios de cima à baixo, veja o
que aconteceu com ela:

2 anúncios, e só!

Adivinha porque?…


Para não atrapalhar a experiência do usuário!


Precisa de mais um exemplo?

Entre no seu grupo favorito no Facebook (hoje em dia é onde as pessoas mais estão no Facebook, nos grupos).


Você consegue ver algum anúncio aqui?

Nada! zero!


Talvez um dia no futuro o Facebook libere algum espaço para exibir anúncios nos feeds dos grupos, mas hoje, mesmo sabendo que os anunciantes pagariam kilos de dólares para poder anunciar dentro desses grupos, ele recusa o seu dinheiro só para não atrapalhar a experiência do usuário.


Percebe como isso é importante pra ele?


Me responda: Quantas vezes você se deparou com anúncios que NÃO pedem para você clicar e nem se cadastrar na lista? 🙄

 

Depois que o público frio se aqueceu naturalmente conectando-se com você e sua mensagem, damos a eles a oportunidade de se comprometer.

 

Estamos agora no segundo C do caça-níquel do Facebook:

COMPROMETER

 

Aqui a regra é uma só:


Você nunca deve pagar por leads que não estão em posição de se tornar clientes.

 

A única forma de criar uma lista de leads ridiculamente baratas e qualificadas, é anunciando SOMENTE para quem já se conectou com você antes.

A ideia de sair por aí criando anúncios de “isca digital” aos 4 cantos da internet para angariar leads a qualquer custo…

(como eu vou dizer isso sem magoar seu coraçãozinho?…)

NÃO FUNCIONA!

 

Seu cliente não é um “peixe”! (ou é?)


E mesmo se fosse, o público nas redes sociais agora são “peixes bem espertos”. Eles não engolem mais sua isca.


Eles já sabem que por trás da sua linda e gratuita isca digital, existe uma sorrateira carta de vendas cheia de gatilhos mentais prontos para por a mão em seus cartões de crédito!


Hoje, os usuários aprenderam a separar sua “isca digital” do seu “anzol” e consumir somente a isca, sem se deixar envolver pelo seu processo de vendas.


Isso faz você perder:

✘ tempo

✘ dinheiro

✘ reputação

✘ e respeito.

Por isso a importância de:

Nunca pague por leads que não estão em posição de se tornar clientes.


Depois que o usuário se conectou  e se comprometeu com você, agora sim você está pronto para o terceiro C do caça-níquel do Facebook:

 

COMPRAR

 

Quando os três Cs são orquestrados adequadamente, eles geram resultados e estabilidade de receita além do “normal”.

Quando eu comecei a entender que COMPRAS NÃO SÃO ALEATÓRIAS, eu passei a rastrear meus melhores clientes.


Descobri que todos eles SEMPRE tiveram um “histórico” de consistentemente visualizar, consumir e se envolver com algum conteúdo meu, antes de finalizar uma compra comigo.


Foi aí que eu liguei os pontos e entendi TUDO!

 

A "experiência do usuário" que o Facebook tanto prioriza, é REALMENTE a melhor forma de Ganhar Dinheiro Online!

Não é intuitivo, mas a verdade é que “consumidores de conteúdo”, “visualizadores de vídeo” e “comentaristas de postagens” são surpreendentemente os melhores (e mais felizes) clientes do que aqueles que baixam uma isca digital e nunca mais abrem nenhum e-mail!

Sendo 100% sincero, você faria isso?…


Pagaria ao Facebook para exibir seus anúncios e não ter nada em troca, nenhum clique, nenhuma lead?


Eu faria!
E já faço!!


Depois que descobri como orquestrar esses três Cs do caça-níquel do Facebook, eu fiquei surpreso com os resultados:

Uma sequência de anúncios voltada para a experiência do usuário, tanto no Facebook quanto no Instagram não apenas faz muito mais sentido, como também:

 

 

Reduz os custos de campanhas

Dispara o engajamento social

E dobra (muitas vezes até triplica) as taxas de conversão de vendas.


Todo esse novo conceito estratégico de anúncios no Facebook visa conhecer melhor o seu cliente e se preocupar com eles mais do que qualquer outra pessoa …


…para que se torne impossível que eles negociem com outra pessoa.


Esse método naturalmente cria confiança, intimidade e lealdade, cultivando um público personalizado de seguidores que o vêem como um mentor de confiança.

 

O Facebook ganha engajamento – você ganha clientes – e seu cliente não tem sua experiência interrompida na sua rede social preferida.

 

É o famoso:

ganha-ganha-ganha


Na próxima página vou te mostrar a cereja do bolo
🍒


Depois que desvendamos esse caça-níquel do Facebook, nós criamos um mecanismo para AUTOMATIZAR essa experiência do usuário e tornar esse processo o mais automático possível…


E agora, pela primeira vez, vamos compartilhar com o público através da Certificação Ultimate em Facebook Ads 😎

(para empreendedores que querem se especializar em Aquisição de Leads e Clientes baratos – e parar de entrar em pânico toda vez que há um pontinho novo no algoritmo do Facebook)


Você está pronto para trazer a lucratividade de 2016 de volta?

RESUMO: O que aprendemos aqui

1 - A verdade é que Mark Zuckerberg (dono do Facebook, Instagram e WhatsApp) sempre valorizou muito a experiência do usuário.

2 - "Experiência do Usuário" para o Facebook significa fazê-lo passar por uma sequência dinâmica de anúncios centrados NO usuário!

3 - Essa sequência envolve 3 fases: Conectar / Comprometer / Comprar. Esse é o segredo para anúncios lucrativos, escaláveis, baratos ​​e centrados no cliente. É assim que o efeito caça-níquel do Facebook cospe dinheiro pra você!